Slider

Código de Boas Práticas de Guia Intérprete

O Código de Boas Práticas de Guia Intérprete

A adesão ao Código de Prática de Orientação da FEG garante o alto nível de profissionalismo e um serviço de valor agregado oferecido pelos guias individuais a seus clientes.

As Associações de Guias Intérpretes pertencentes à Federação Europeia das Associações de Guias Intérpretes aceitam em nome dos seus membros os princípios e objetivos da FEG:

  • Prestar um serviço profissional aos visitantes, profissional no cuidado e compromisso, e profissional na compreensão objectiva do local visitado, livre de preconceitos ou propaganda.
  • Para garantir que, tanto quanto possível, o que é apresentado como facto seja preciso e que seja feita uma distinção clara entre facto e histórias, lendas, tradições ou opiniões.
  • Agir de forma justa e razoável em todas as relações com todos aqueles que contratam os serviços de guias e com colegas que trabalham em todos os aspectos do turismo.
  • Proteger a reputação do turismo em nosso país, fazendo todos os esforços para garantir que os grupos guiados tratem com respeito o meio ambiente, a vida selvagem, pontos turísticos e monumentos, e também os costumes e sensibilidades locais.
  • Como representantes do país anfitrião para receber os visitantes, usando linguagem inclusiva, e agir de forma a trazer crédito ao país visitado e promovê-lo como destino turístico.

Ratificado na VI Convenção Europeia de Guias Turísticos em Siracusa, Sicília, 2004,

Alterado na Assembleia Geral de Delegados da FEG Porto de 2022